No dia 25/11/2016 foi publicado o Ato Declaratório Executivo COFIS N⁰ 90, que dispõe sobre o leiaute do Programa Gerador da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (PGD DIRF 2017), que entre outras coisas, altera o padrão de geração das informações relacionadas com a pensão alimentícia.

A partir do exercício 2017, ano-calendário 2016, as informações relacionadas com pensão alimentícia devem ser declaradas indicando-se o CPF, data de nascimento, nome e relação de dependência do alimentando, ou seja, do beneficiário da pensão alimentícia.

Realizamos no sistema Winner os ajustes necessários para que o mesmo passe a considerar o novo padrão na gravação do arquivo para importação no programa da DIRF. Os ajustes permitem que o sistema identifique os beneficiários da pensão, suas informações cadastrais e respectivos valores.

Para tanto é preciso que a geração do evento de pensão alimentícia, ao longo de todo o ano-calendário, tenho ocorrido com base nos parâmetros indicados para o beneficiário em\Cadastro\Dependentes.

Caso o lançamento do evento tenha ocorrido manualmente, não haverá como o sistema Winner identificar e gravar as novas informações exigidas pela RFB. Neste caso as informações mencionadas deverão ser indicadas manualmente no programa da DIRF após a importação dos dados.

Os ajustes mencionados já ocorreram no sistema Winner para os rendimentos mensais e 13º Salário. Em relação ao PLR o sistema será ajustado ao longo do ano, para que a partir do exercício 2018, ano-calendário 2017, estas informações também sejam geradas automaticamente.

Antes de proceder com o processamento e gravação da DIRF, certifique-se que o sistema Winner esteja atualizado.

Estamos à disposição para qualquer esclarecimento através do nosso canal de atendimento, clique aqui para acessar.

Por Cristiano Ribas, Analista de Negócios na Exactus Software

Fonte: Exactus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta