startup 650x340

5 grandes razões para empreendedores e profissionais de Startups investirem mais tempo em sua contabilidade…

A palavra da vez agora é: “Startup”. Empreendedores de startup estão na moda como nunca estiveram; A cada semestre vemos novos filmes sobre empreendedores do Vale do Silício virarem “blockbusters”, capas de revistas contando cases de sucessos nacionais, eventos e competições para startups “pipocam” nos 4 cantos do país e a grande mídia registra e divulga tudo para o deleite de todos que gostam do assunto.

Startup é sinônimo de inovação, tecnologia, criatividade e ideias disruptivas, e talvez por isto, a maioria dos empreendedores deste segmento colocam grande esforço nestes atributos e se esquecem completamente de fortalecer seus negócios com uma boa contabilidade e um controle financeiro eficaz.

Se você for muito bem-sucedido no desenvolvimento do seu MVP (produto mínimo viável), validar o seu produto no mercado alvo e atingir boas taxas de crescimento aparentemente você terá feito a lição de casa. Mas o que dizer de um empreendedor que fez tudo isto, mas ainda não formalizou o seu negócio, que mistura as contas pessoais com as contas da empresa, que não calcula e recolhe corretamente os impostos e que não conta com relatórios financeiros confiáveis? Será que a lição de casa está realmente sendo feita? Como um investidor avaliaria tal startup?

Pensando nisto, veremos abaixo 5 bons motivos para você empreendedor dedicar um tempinho para profissionalizar a contabilidade de sua startup:

1 – Contabilidade imprecisa pode afastar investidores

Não espere sua Startup faturar milhões para desenvolver boas práticas de gestão. Os benefícios de se manter um alto nível de profissionalização na gestão financeira e contábil do seu negócio são muitos e de certo contribuirão para que sua empresa cresça de forma estruturada, consistente e transparente.

A utilização de um ERP (Sistema de Gestão Empresarial) associado a prática de conciliação bancária online e integrado ao seu contador melhora a transparência e eficiência da sua contabilidade.

Apurações mensais do balanço patrimonial, do demonstrativo do resultado do exercício e do demonstrativo do fluxo de caixa também qualificam sua startup em uma ocasional reunião com um investidor.

2 – “Misturar” a pessoa física com a jurídica pode gerar grandes dores de cabeça

É muito comum aos empreendedores realizar todos os investimentos necessários para iniciar suas atividades com dinheiro da pessoa física, sem o devido registro na contabilidade da empresa. Compras de impressoras, computadores, móveis de escritórios, equipamentos entre outros são realizados muitas vezes no cartão de crédito dos sócios sem a devida integralização no capital social da empresa. Muitos ainda continuam usando cartões e contas bancárias pessoais para pagar contas da empresa por meses a fio até acontecer algum problema em seu imposto de renda ou em qualquer declaração contábil da empresa.

Além dos potenciais problemas citados acima como inconformidade nas declarações contábeis da empresa ou no imposto de renda dos sócios, empresas que misturam dinheiro da pessoa física com jurídica geralmente apresentam balanços patrimoniais deficitários por contar com poucos ativos contabilizados, contabilidade imprecisa que apresenta muitas vezes lucros inexistentes já que muitas despesas não “aparecem”, e consequentemente apresentam dificuldades para conseguir crédito bancário exatamente por não apresentar coerência contábil.

3 – Sem uma boa contabilidade você provavelmente pagará mais impostos

Uma contabilidade bem estruturada gera informações de qualidade para um planejamento tributário eficiente.

Você conhece as diferenças entre apuração de impostos pelo simples nacional x lucro presumido ou lucro real? Em qual destes regimes sua empresa pagaria menos impostos?

Qual é a variável determinante que deixa uma opção melhor do que a outra no caso da sua startup? Você e seu contador devem anualmente simular sua empresa nestes três regimes e identificar em qual deles sua empresa pagará menos impostos dentro do ano.

Outro ponto que uma boa assessoria contábil deve apresentar ao empreendedor de startup são os benefícios fiscais exclusivos que determinadas empresas podem usufruir:

Base de cálculos reduzidas para ICMS e alguns impostos federais para determinadas atividades, leis de incentivo fiscal como a “Lei do Bem” para empresas que investem em inovação tecnológica, redução da alíquota de ISS para 2% para determinadas atividades em alguns municípios entre outras oportunidades podem ser identificadas para sua startup.

4 – Pratique governança corporativa “light”.

Muito se fala hoje em práticas de governança corporativa para pequenas empresas, particularmente acredito que os fundamentos de governança são demasiadamente amplos para a realidade de uma startup, mas com certeza algumas práticas já podem ser implantadas desde o início de uma empresa. São elas:

  • Contrato de acordo de quotistas / acionistas

  • Formação de conselho de administração com membros externos e independentes

  • Planejamento estratégico com revisão contínua

  • Relatórios e ferramentas de gestão

  • Plano de remuneração dos executivos

  • Auditoria independente

5 – Use a tecnologia ao seu favor para conseguir o “bom e barato”.

Todo empreendedor com um pouco de experiência já teve ou conhece alguém que teve alguma experiência ruim com escritórios de contabilidade. Via de regra escritórios de contabilidade maiores e mais estruturados custam caro para uma startup e escritórios pequenos apesar de mais “acessíveis” pecam em falta de especialização e profundidade dos serviços. Neste caso, será que é possível conseguir o ponto ótimo entre qualidade e preço, ou o famoso “bom e barato”?

Como profissional da área há mais de 18 anos posso dizer que sim, e o motivo é muito simples: A tecnologia.

Graças a recente adoção pelo governo ao processo de digitalização dos documentos fiscais e contábeis como a nota fiscal eletrônica, o sistema publico de escrituração digital (SPED) e outras obrigações acessórias que foram recentemente digitalizadas podemos contar com maior agilidade no processo contábil o que possibilita ganhos de escala e redução de custos.

Hoje um empreendedor de startup pode contratar uma contabilidade online de baixo custo fornecida por empresas de contabilidade devidamente registradas no conselho regional de contabilidade e que investem massivamente em inovação e tecnologia. O segredo está exatamente no alto nível de informatização que baixa os custos de logística com motoboys e de funcionários que precisam digitar cada vez menos documentos.

Concluindo, não é preciso esperar que sua startup cresça para que você empreendedor já colha os frutos de uma empresa com gestão financeira e contábil profissionalizada. Deixe sua empresa preparada para receber investimentos, reduza os riscos de cair em fiscalização, economize em impostos e use a tecnologia a seu favor para conseguir qualidade de serviços a baixo custo agora e melhore suas chances de sucesso.

Grande abraço e sucesso a todos.

Danilo Gimenes

Fonte: Administradores

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta